Saúde mental e suas implicações na vida sexual

Saúde mental e suas implicações na vida sexual

Para especialista, saúde mental é a capacidade de administrar a própria vida e as suas emoções dentro de um amplo espectro de variações sem, contudo, perder a alegria.

O mês de janeiro está sendo dedicado a chamar atenção à saúde mental, marcado pelo lacinho branco como símbolo e o pelo slogan “Quem cuida da mente cuida da vida”. A maior parte das pessoas, quando ouvem falar em “saúde mental” pensam em “doença mental”. Mas, a saúde mental implica muito mais do que a ausência de doenças mentais, apenas.

Segundo a psicóloga e sexóloga Sônia Eustáquia, pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. “Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida”.

Consequências na vida sexual

De acordo com a especialista, quem cuida da saúde mental também cuida, mesmo que indiretamente, da sexualidade. Pois disfunções sexuais, por exemplo, tem sua origem na mente. “As disfunções sexuais em sua grande maioria são psicossomáticas e se manifestam no corpo embora, tenha a sua origem na mente. Mas existem as que não são como as disfunções hormonais, de vascularização e entre outras. É necessária uma avaliação interdisciplinar nesses casos”, esclareceu a sexóloga.

Além disso, as pessoas insatisfeitas e infelizes, principalmente no relacionamento amoroso e sexual podem adoecer mais. A disfunção mais comum é o desejo hipoativo em homens e mulheres, o que impede a sequencia normal do ciclo sexual que é: desejo, excitação (ereção no homem e lubrificação na mulher) penetração, orgasmo e resolução ou relaxamento. “Toda relação sexual começa com o desejo, sem ele é impossível às outras etapas. Outros sintomas no organismo em geral é a tristeza e a depressão”, explicou Sônia.

Nosso corpo requer diversos cuidados essenciais para manter uma vida saudável, como a alimentação e atividades físicas. Entretanto, nos esquecemos de cuidar da mente. “É comum vermos indivíduos se negarem a buscar ajuda e até mesmo falar de seus incômodos e sofrimentos com profissionais. Contudo, o médico fazendo uma boa escuta e alguns exames pode chegar à conclusão que a causa do problema tem suas raízes no estado psicológico da pessoa”, garantiu a psicóloga.

Foi pensando nisso, que a psicóloga separou algumas dicas, confira:

  • Mantenha sentimentos positivos consigo, com os outros e com a vida;
  • Se aceite e às outras pessoas com suas qualidades e limitações;
  • Não use drogas;
  • Pratique sexo seguro;
  • Reserve tempo em sua vida para o lazer, a convivência com os amigos e com a família;
  • Tenha atitudes positivas em relação a si próprio.

...

Publicado em:
24 jan 2018

Categoria:

Bem Estar Veja isto


Top